fbpx

O reaquecimento do programa Minha Casa Minha Vida

QR-Minha-Casa-Minha-vida

Ministro diz que pediu antecipação de R$ 1,35 bilhão para o reaquecimento do programa Minha Casa Minha Vida.
Gustavo Canuto (Desenvolvimento Regional), disse que quer a partir deste mês de março verba prevista para o final do ano.

“O objetivo é compensar o que não foi feito em janeiro e fevereiro.”

Canuto explicou que pediu o adiantamento de recursos do final desde ano para utilizar no programa MCMV a partir de março. Segundo o ministro, esse dinheiro corresponde a 75% do orçamento do programa para o meses de outubro, novembro e dezembro.

“Já foi encaminhado ao Ministério da Economia uma solicitação de antecipação de 75% dos limites [de verba] de outubro, novembro e dezembro [deste ano], para que sejam antecipados para março, abril, maio, junho e setembro. Com isso, a gente vai ter uma injeção de R$ 1,35 bilhão nesses meses, principalmente em março. O objetivo é compensar o que não foi feito em janeiro e fevereiro e regularizar a situação a partir de março.”

O programa Minha Casa Minha Vida oferece condições mais acessíveis para que as famílias de baixa renda financiem imóveis. O MCMV conta com 4 modalidades, que variam de acordo com a renda mensal de cada trabalhador.

De acordo com o Ministro, o programa não está suspenso pelo Governo, mas o ritmo para as contratações para novos imóveis está mais lenta.

Fontes: G1 Economia Frente Brasileira de Habitação Popular

Participe da discussão

0 comentários em “O reaquecimento do programa Minha Casa Minha Vida”

  • Fátima

    Esse MCMV só facilita a vida de pessoas sem renda e moram em área de risco, por que ñ facilitar idoso com renda fixa em vez de pessoas q ñ tem como manter a prestação como antigamente pelo BNH?

    Resposta

Compare listings

Comparar